A Casa do Baile de Belo Horizonte

z2

A Casa do Baile, inaugurada em 1943, faz parte do conjunto arquitetônico da Lagoa da Pampulha e é um dos ícones da arquitetura de BH. A casa foi criada na década de 40 pelo arquiteto Oscar Niemeyer, com o objetivo de entreter os moradores de Belo Horizonte com shows e jantares dançantes. Um dos maiores frequentadores do salão circular era o Juscelino Kubitscheck, prefeito da cidade. A Casa do Baile, localizada em uma ilha artificial e ligada à orla por uma ponte de concreto,  na época, era ponto de encontro da alta sociedade.

O projeto tinha como base um conjunto de edifício em torno do lago artificial da Pampulha:  a Igreja de São Francisco de Assis, a Casa de Baile, o Iate Tênis Clube, o Cassino (atual Museu de Arte da Pampulha) e a Casa Kubitscheck. Em 1946, houve a proibição de jogos de azar, com isso, o cassino foi fechado e o número de frequentadores começou a diminuir, refletindo nos outros edifícios.

Hoje, o Conjunto Arquitetônico da Pampulha foi aceito pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), como Patrimônio Cultural da Humanidade. Uma ótima dica de passeio para os turistas da cidade.

baile 1

 

 

baile5

 

baile3

 

baile4

 

baile2

Docomomo 6ªedição: Seminário sobre o movimento moderno

z1

Para os amantes de arquitetura, vem aí mais uma dica entre os dias 10 e 13 de agosto, acontecerá o 6° DOCOMOMO N/Ne – Seminário de Documentação e Conservação do Movimento Moderno Norte/Nordeste, organizado pela DOCOMOMO BRASIL e o curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Piauí (UFPI).

 

O DOCOMOMO (sigla referente a International Working Party for Documentation and Conservation of Buildings, Sites and Neigbourhoods of Modern Movement) é uma organização não-governamental que tem representação em mais de quarenta países, e tem o objetivo ligado à documentação e a preservação das criações do Movimento Moderno na arquitetura, urbanismo e manifestações afins. O principal foco do seminário tem como eixo temático: tectônica e lugar.

 

Arquitetos, historiadores e urbanistas estarão reunidos para discutir os princípios modernistas e a sua continuidade na contemporaneidade. O evento será realizado no Centro de Tecnologia da Universidade Federal do Piauí, e com certeza é uma ótima dica para entender um pouco mais sobre os encantos da Arquitetura Moderna.

 

Para mais informações, acesse o site: http://www.6docomomonne.org/

 

 

Abraj Kudai – O maior hotel do mundo

Em 2017, a Arábia Saudita vai ganhar o maior hotel do mundo. O Abraj Kudai será uma grande rede de hospedagem em Meca – a cidade sagrada dos muçulmanos – com 10 mil quartos distribuídos em 12 torres, 70 restaurantes, um enorme centro de convenções e vários heliportos.

9

De acordo com o escritório de arquitetura Dar Al-Handasah, Abraj Kudai ficará apenas 2,2 quilômetros da Masjid al- Haram – mesquita famosa de Meca e o custo da construção do hotel está em torno de US$ 3,5 bilhões (R$ 10 bilhões). O hotel de cinco estrelas será equivalente a uma área ocupada de 160 campos de futebol, aproximadamente 1,4 milhões m².

10

 

11

 

“Devido ao seu tamanho incomparável, bem como distinta localização, exposição e estilo arquitetônico , o edifício aparece como um marco impressionante com uma identidade multifuncional profundamente moderna relativas tanto à cultura do país quanto à islâmica”, afirma descrição do hotel.

12

 

13

 

O hotel promete ser um mix de luxo, tradição e cultura. Sua arquitetura merece ser avaliada e contemplada pelos detalhes e imensidão desse projeto. O Abraj Kudai tem tudo para ser visto como mais que um lugar para hospedagem e com certeza cada dia nesse maravilhoso lugar será uma experiência única.

Frase Inspiração – Isay Weinfeld

frase_colortil

Isay Weinfeld é um arquiteto brasileiro, nascido no ano de 1952, em São Paulo. Se formou pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Isay também atua como cenógrafo, designer de mobiliario e cineasta. Durante alguns anos, lecionou “Teoria da Arquitetura” na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, tendo também sido docente na FAAP. Dentre seus trabalhos mais conhecidos estão o Hotel Fasano e a Boate Disco (São Paulo).