Brasília está no top 10 destinos de turismo de arquitetura

Segundo o jornal britânico The Guardian, Brasília está entre os 10 melhores tours do mundo para os apaixonados por arquitetura.  Na lista também encontramos as formas de inspiração cubista e art nouveau de Praga, na República Tcheca, as formas art déco de Miami e até mesmo um tour por prédios-símbolo construídos no estilo New Khmer em Phnom Penh, no Camboja.

 

Em alguns trechos da matéria nosso inspirador arquiteto Oscar Niemeyer foi citado como o principal arquiteto da cidade.

“A construção de Brasília, capital brasileira e patrimônio mundial da Unesco, começou em 1956 – com a cidade rapidamente se tornando um marco na história do planejamento de cidades (…) Desenhada pelo urbanista Lúcio Costa e tendo Oscar Niemeyer como o principal arquiteto, a cidade é uma reverência ambiciosa ao princípio do movimento modernista, com prédios monumentais e layout simétrico”

 

Para os turistas que pretendem explorar um pouco mais da nossa arquitetura modernista, o Guardian recomenda um tour pela agência especializada Architetours, que tem uma duração de quatro horas com foco nos prédios distribuídos ao longo do Eixo Monumental.

 

Segundo o site da agência, o tour passa pelo Memorial JK, Congresso Nacional, Torre de TV, Catedral, Ministérios, Espaço Lúcio Costa, Palácios e Praça dos Três Poderes. O tour é oferecido em quatro línguas e permite até 20 pessoas, sendo a média de 200 euros (R$ 950) por pessoa.

materia2

Memorial JK

materia3

Torre de Tv Digital

materia4

Catedral – Brasília

materia5

Espaço Lúcio Costa

Brasília-DF, 21/06/2011. Fachada e interior do Palácio da Alvorada. Foto: Ichiro Guerra/PR.

Palácio da Alvorada

materia7-palacio-itamaraty

Palácio Itamaraty

Praça dos Três Poderes - Brasília Tres Poderes Square - Brasilia Plaza de los Tres Poderes - Brasilia

Praça dos Três Poderes

A Casa do Baile de Belo Horizonte

z2

A Casa do Baile, inaugurada em 1943, faz parte do conjunto arquitetônico da Lagoa da Pampulha e é um dos ícones da arquitetura de BH. A casa foi criada na década de 40 pelo arquiteto Oscar Niemeyer, com o objetivo de entreter os moradores de Belo Horizonte com shows e jantares dançantes. Um dos maiores frequentadores do salão circular era o Juscelino Kubitscheck, prefeito da cidade. A Casa do Baile, localizada em uma ilha artificial e ligada à orla por uma ponte de concreto,  na época, era ponto de encontro da alta sociedade.

O projeto tinha como base um conjunto de edifício em torno do lago artificial da Pampulha:  a Igreja de São Francisco de Assis, a Casa de Baile, o Iate Tênis Clube, o Cassino (atual Museu de Arte da Pampulha) e a Casa Kubitscheck. Em 1946, houve a proibição de jogos de azar, com isso, o cassino foi fechado e o número de frequentadores começou a diminuir, refletindo nos outros edifícios.

Hoje, o Conjunto Arquitetônico da Pampulha foi aceito pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), como Patrimônio Cultural da Humanidade. Uma ótima dica de passeio para os turistas da cidade.

baile 1

 

 

baile5

 

baile3

 

baile4

 

baile2