Top 5 livros sobre arquitetura – Colortil

Mais uma dica Colortil para os estudantes e profissionais de arquitetura! Nessa matéria, preparamos uma lista com 5 livros que prometem acrescentar na sua vida profissional:

1)Livro Conversas com estudantes – Eduardo Souto de Moura / Anna Nufrio (ed.).
Este livro retrata de conversas entre os estudantes de arquitetura do Politécnico de Milão e o  Eduardo Souto. Ele explica tudo sobre a carreira, suas habilidades de interpretar um espaço e projetá-lo da melhor forma. Através de perguntas e respostas entre estudantes de Arquitetura, o livro se revela muito interessante e apresenta pontos relevantes para o desenvolvimento de um projeto. Além de fazer a comparação entre o profissional e o estudante, o que estimula a persistência e a autoavaliação dos leitores.

Para mais informações e compras acesse:  http://ggili.com.br/pt/tienda/productos/combo-premio-pritzker

1

2)Le Corbusier – Obras e projectos / Xavier Montyse

O arquiteto, catedrático de projetos da Escola de Arquitetura de Sant Cugat del Vallès e o autor do livro Xavier Montyse, traz nesse livro informações, fotografias, plantas de obras construídas e projetos não realizados de Le Corbusier. Montyse relata a evolução cronologicamente entre 1920 e 1950, desde suas obras iniciais até a arquitetura moldada em concreto.

Para mais informações e compras acesse: http://ggili.com.br/pt/tienda/productos/le-corbusier?section=about

2

 

3)Studio MK27 – Marcio Kogan

Mais uma edição especial da editora Moleskine Books com o Studio MK27, liderado pelo arquiteto Marcio Kogan e publicado pela primeira vez em um escritório brasileiro. O livro “compõe e expõe seu trabalho de maneira poética, nos dando a conhecer a obra de um dos nomes mais importantes da arquitetura brasileira contemporânea” segundo a editora.

Para mais informações e compras acesse: http://www.livrariacultura.com.br/p/moleskine-marcio-kogan-studio-mk27-42862356

3

4) Coleção Lina Bo Bardi – Sesc São Paulo e o IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional)

A coleção de livros sobre a obra da arquiteta italiana Lina Bo Bardi, lançado pela Sesc São Paulo e o IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), é uma parceria com conteúdos inéditos e ampliados. Os livros trazem croquis, aquarelas, desenhos simples feitos à mão, maquetes, imagens da época das construções e fotos atuais. O livro possui versões em inglês e em português.

Para mais informações e compras acesse: http://www.sescsp.org.br/livraria/3649_COLECAO+LINA+BO+BARDI#/content=detalhes-do-produto

4

5) Oscar Niemeyer Casas – Alan Hess e Alan Weintraub

Oscar Niemeyer foi arquiteto brasileiro e responsável pelo planejamento arquitetônico de vários prédios de Brasília, capital do Brasil. É um dos maiores representantes da arquitetura moderna da história com seu estilo inconfundível. Alan Hess, responsável pelo texto, e Alan Weintraub pelas fotografias, se inspiraram em Niemeyer. Apresentando os projetos das casas, percebemos suas primeiras influências da arquitetura de Le Corbusier e Lúcio Costa.

Para mais informações e compras acesse: http://ggili.com.br/pt/tienda/productos/oscar-niemeyer-casas?section=about

5

Exposição Burle Marx: Brazilian Modernist

Dica para mais uma experiência incrível! No início de Maio o Jewish Museum deu início à exposição Roberto Burle Marx: Brazilian Modernist, que conta com a exibição de objetos em uma grande variedade de meios e contribuições de artistas contemporâneos. Pela primeira vez em New York, a expositção apresenta mais de 140 obras contando com desenhos, esculturas entre outras formas, explorando a riqueza e a amplitude da obra de arquitetura paisagística, especialidade do arquiteto.

Roberto Burle Marx foi um artista plástico brasileiro renomado mundialmente como grande influência na arquitetura paisagista.  Nascido em São Paulo, morou muitos anos no Rio de Janeiro, estado onde estão localizadas suas principais obras, apesar de ter belíssimos trabalhos espalhados pelo mundo.

Aos 19 anos Burle Marx foi para Alemanha, onde teve seu primeiro contato com um incrível Jardim Botânico, o qual despertou seu interesse por decorações e jardins. A pintura também foi uma paixão incentivada por inúmeras exposições visitas na Alemanha. Entre elas, as de Picasso, Matisse, Van Gogh e outros nomes que entraram para a história. Com toda essa experiência incrível, veio a decisão de estudar pintura durante a sua estada fora do Brasil.

Ao voltar pro Rio, iniciou na Escola Nacional de Belas Artes,  e compartilhou momentos  na universidade com grandes nomes da arquitetura brasileira como Oscar Niemeyer, Hélio Uchôa, Milton Roberto entre outros.

Roberto, teve participação fundamental na definição da Arquitetura Moderna Brasileira. O marco da ruptura no paisagismo brasileiro veio através do seu projeto de terraço-jardim para o Edifício Gustavo Capanema.

A partir desse sucesso, Burle Marx começou a trabalhar com uma linguagem evolutiva e orgânica, que se identifica com vanguardas artísticas como o concretismo, construtivismo e a arte abstrata.

Com certeza essa exposição é um passeio pelo tempo e pela história arquitetônica. Uma ótima oportunidade para adquirir conhecimentos e inspirações pelo mundo.

Após sua apresentação no Jewish Museum, New York, que acontecerá ate dia 18 de setembro, a exposição vai para o Deutsche Bank Kunsthalle, em Berlim e o Museu de Arte do Rio (MAR), no Rio de Janeiro.